quinta-feira, abril 26, 2007

Armored Saint – Raising Fear (1987)













Como eu disse no post anterior que, em determinada época, só tava ouvindo porrada, resolvi botar aqui um exemplo da melhor qualidade. O Armored Saint é um fenômeno curioso. A banda foi criada em Los Angeles em 1982. Ou seja, no mesmo momento e lugar da primeira (e, admito, melhor) geração do que depois foi pejorativamente chamado de hair metal. A despeito disso, era uma banda de heavy metal tradicional. E, para melhorar, tinha o excelente baixista Joey Vera, que depois iria para o Fates Warning.

Este aqui é o meu disco favorito deles, gravado como quarteto, após a saída do guitarrista Phil Sandoval. Foi também o último pelo selo Chrysalis. Anos antes, quando Mötley Crüe e Quiet Riot arrombaram as paradas, as grandes gravadoras saíram contratando todas as bandas de rock pesado de Los Angeles. Só que o Armored Saint era outra praia e nunca teve o retorno comercial que a gravadora esperava.

Isso, aliás, é outro ponto a favor do grupo: ele sempre se manteve autêntico. Ao contrário daqueles rapazes de tanguinha que bradavam "Death to false metal" e depois gravaram "Blow your spreakers"....

1. Raising Fear
2. Saturday Night Special
3. Out On A Limb
4. Isolation
5. Chemical Euphoria
6. Crisis Of Life
7. Frozen Will/Legacy
8. Human Vulture
9. Book Of Blood
10. Terror
11. Underdogs

Download

6 comentários:

EL CIPRI disse...

I discovered this group because singer John Bush went to Anthrax in 1992.

This a very good one, but I still prefer Symbol Of Salvation

Saúdos

Daniel disse...

Eu tinha o vinil do "Symbol Of Salvation" e era bom demais! É o único álbum que conheço e, taí, vou baixar esse pra ver qual é...
Pena que a banda nunca emplacou.

Abraços

Gerald disse...

Cara, bem lembrado. O disco fighting the world foi um pé na lama pro Manowar por pregar tanto death of false metal. Tem sim música boa nele mas a grande parte é fajuta, um rock farofa mesmo, só que mais pesado que seus concorrentes. E ainda tem mais: chuparam a idéia da capa de destroyer do kiss. Igualzinha. É bom a gente se lembrar disso. O Blog tá 10.

hazzamanazz disse...

Fala meu véio! Ainda tô meio chapadáço do show do Motorhead ontem - porra, 60 anos e mandando ver, hein?! -, mas o Armored Saint se ferrou justamente por causa da gravadora. Aliás, toda banda que assinava com a Chrisalys ia mal das pernas, até o Jethro Tull passou por isso.

Quanto a ideologia pregada por banda, desde que eu era moleque - e bota moleque nisso! - já aprendí que não vale pena seguir nenhuma delas, com exceção das que dizem para você se divertir durante o show.

No mais...bela banda e belo álbum.

[ ]'s

Anônimo disse...

Belo post brother...nessa mesma época Armored Saint e Vicious Romors quebravam tudo mesmo fora do mainstream... Belo blog o seu valeu!!!!!!!

Falcon The Loner disse...

Cool, thanx 4 it... Keep working hard, you're doing right!!!