sábado, outubro 28, 2006

Scorpions - Lonesome Crow (1972)

image hosted by ImageVenue.com

Todo mundo costuma dizer que os Scorpions são, na verdade, duas bandas que só têm em comum – além do vocalista Klaus Meine e o guitarrista Rudolf Schenker – as letras toscas com pronúncia muito ruim. De fato, até o fim dos anos 70 eles eram uma banda de hard rock elaborado, calcado no talento do guitarrista solo Ulrich (depois Uli Jon) Roth.

Mesmo antes da saída de Roth, em 1978, o grupo estava migrando mais para o heavy metal, fosse pelo peso dos shows (com performances ensandecidas de Schenker) ou pela limitação da cozinha, formada por Herman Rabebell e Franz Buscholz. O lançamento de Loverdrive, em 1979, marcou de vez a virada da banda e consagrou a fórmula de alternar baladas com músicas mais pesadas e repetitivas – conta a lenda que, como somente Herman Rarebell domina minimamente o inglês, as letras eram muito curtas, o que resultava numa repetição interminável dos refrões.

Como sempre, foi essa versão menos criativa que caiu no gosto popular. Loverdrive, Animal Magnetism (1980), Blackout (1982), Love At First Sting (1984) e o duplo ao vivo World Wide Live (1985) venderam que nem pão quente, mas a banda, acostumada a vender muito, enveredou pelo heavy pop em Savage Amusement (1988). De lá pra cá, bem, fora a balada "Wind of change", de 1990, que virou uma espécie de tema da queda do Muro de Berlin, a banda virou uma espécie de pastiche de si mesma.

Mas, e este é o verdadeiro tema do post, pouca gente sabe que houve um terceiro Scorpions, na verdade o primeiro. Em 1972, a banda estreou com um disco que pode ser catalogado tranqüilamente como progressivo: Lonesome Crow. Músicas elaboradas, excelentes passagens instrumentais, Meine cantando se exagerar no registro de tenor... Tudo diferente, em especial a tremenda cozinha formada por Wolfgang Dziony (bateria) e Lothar Heimberg (baixo) e a presença arrasadora de Michael Schenker, então com apenas 16 anos, na guitarra solo.

1. I'm Going Mad
2. It All Depends
3. Leave Me
4. In Search Of The Peace Of Mind
5. Inheritance
6. Action
7. Lonesome Crow

Download

10 comentários:

celio disse...

muita gente não gosta, eu gosto.
valeu!!!

Anônimo disse...

Milhões de vezes, eu prefiro o Scorpions do início da carreira, mesmo pque eu começei ouvindo seus primeiros albuns ( tenho 43, he he he).
Mais um post a altura do seu blog.
Parabéns
Loyola

Anônimo disse...

Esse CD é muito bom, eu custei para achar ele, ná época não se tinha ainda eMule... Scorpions é demais, tirando o EYE II EYE - que, na minha opnião, estragou a banda.

Falou!

Anônimo disse...

E para quem acha que disco ao vivo é o World Wide Live, dê uma escutada no Tokyo Tapes.

O disco é de babar...

skywriter disse...

umbreakable o melhor q os scorpions ja fizeram desde o face the hat
grande cd
grandes musicas

Anônimo disse...

Excelente!!!!

Você dá um excelente comentarista para os hits do RBD daqueles Rebeldes lá do SBT.

caetano aiolfi disse...

eu passei a vida toda pensando q scorpions era still loving you (q me desculpem, mas eu odeio ate hoje, ate q certo dia eu comprei a discografia deles em mp3, e descobri o quanto eu tinha perdido sem ouvir os caras. apesar de meia duzia de musica legal do pós loverdrive, tipo the zoo e dynamite, o bom mesmo era a da fase do uli john roth. hoje, pra quem fala alguma coisa, eu falo c/ orgulho, eu adooooro scorpions, pois eles, junto c/ seu irmãozinho michael do ufo pra mim foram os mais importantes fundadores do heavy, só atras do sabbath

Anônimo disse...

SCORPIONS FOREVER, YEAH !!!

Paulo disse...

Certa vez, um amigo me disse:
"paulo, desconfie da banda que todos conhecem."

realmente faz sentido.
muita gente conhece o som, pode saber que é uma bosta, como nosso grandioso Dagda já disse: "Bosta e grande público sempre se atraem"

Então eu nunca quis nem saber de scorpions. Mas como todo mundo tem um amigo GUN'S N' Roses, ele me apresentou o primeiro album do scorpions. Gostei. E minha opnião mudou, antes nem aí pro scorpions.
Hj, já gosto dos primeiros albuns.
O resto é LIXO.

Anônimo disse...

TA QUEBRADO O LINK