quinta-feira, fevereiro 08, 2007

Robertinho de Recife – Metal Mania (1984)















Esse arquivo aqui é doação do OzzyRecife, visitante contumaz aqui da Caverna.

O motivo para este disco estar aqui é, antes e acima de tudo, nostalgia. Em 1984 eu estava terminando o Segundo Grau e começando a trabalhar em revistas de música. Um belo dia chega na redação o aviso que tinha saído um disco de metal nacional. Minha primeira reação foi de curiosidade, enquanto a maioria das pessoas riu ao ver o nome do artista.

Cabe aqui um parêntese. Além de a memória do brasileiro ser proverbialmente curta, o chamado BRock, embora fosse predominantemente new wave (bobo, pretensioso e mal tocado), vinha embrulhado numa ideologia niilista pseudo-punk que jogava na lata do lixo toda a música (rock ou não) feita anteriormente no Brasil. Por conta disso, Robertinho de Recife não era lembrado por solos matadores em discos de outros artistas (meu favorito é o solo alucinado de "Revelação", de Fagner), mas por "É de chocolate", musiquinha infame que fez para o igualmente infame grupo infantil Trem da Alegria, com o qual gravou também "O elefante".

Por ter boa memória, eu não ri quando olhei o disco. Naquela época (antes de inventarem o nu metal), um bom guitarrista era conditio sine qua non para fazer metal – e Robertinho era, sim, um grande guitarrista. Os risos da turma morreram na boca assim que começou a tocar "Fantasia preto e prata", um solo de arrepiar os cabelos, escancaradamente inspirado em Eddie Van Halen. Robertinho definitivamente resolvera fazer um disco de metal, não uma paródia. E para isso arregimentou uma cozinha de primeira linha, com os excelentes Beto Ibeas (baixo) e Renato Massa (bateria).

Aí veio "Fogo", primeira música em que Robertinho também arriscava os vocais, e foi minha vez de explodir numa gargalhada, que não consegui controlar até o último acorde de "Assassina". Nem tanto pela tosqueria das letras ("Bate o pé, bate a mão, a cabeça e o coração" ou "Gata, gatinha louca, gata selvagem"), que não eram muito piores que a média do BRock, mas porque, como vocalista, Robertinho era um ótimo guitarrista. Inteligentemente, ele agregou logo um garoto à banda para cuidar dos vocais nos shows que se seguiram.

Claro, muita gente torceu o nariz para o disco não por seus defeitos, mas por ser "do cara do 'Elefante'". Num bate-papo na revista em que eu trabalhava, Robertinho comentou essa resistência. Em linhas gerais, ele dizia que o músico no Brasil vive equilibrado entre o que gosta de fazer e a necessidade de pagar as contas. O dinheiro que ganhara com "O elefante" e "É de chocolate" tinha bancado a gravação de Metal Mania e os equipamentos da excursão que se seguiu, incluindo um ônibus com uma pintura boiola de pele de animal que despertou inusitadas reações de inveja entre outras bandas cariocas.

Mas, como metal não dava dinheiro, mesmo, a experiência durou pouco. Em 1988 ele fundou uma das coisas mais asquerosas a virar vinil por aqui, o Yahoo, que encheu a burra de dinheiro com versões de baladas do grupo brega-metal Deff Leppard. Seguindo a mesma lógica do parágrafo anterior, recolheu a grana, gravou um bom disco autoral (Rapsódia Rock) e montou um estúdio no Rio, onde vive até hoje fazendo produção e tocando em eventuais discos de amigos.

Bem, para quem tem saudades daquela época, cá está o disco. Mas, por favor, tentem não rir dos vocais. Eu confesso que não consigo...

1. Fantasia, preto e prata
2. Fogo
3. Metal mania
4. Gata (Wild thing)
5. Corações e pernas
6. Barbaridade
7. O trem fantasma
8. Dança Lolita
9. Pedrada
10. Assassina

Download

35 comentários:

Anônimo disse...

Abandone esse Rapidshare antes que ele se volte contra você mesmo. Eles colaboram com a Interpol e Polícia Federal para localizar donos de blog que distribuiem música. Fique atento! diga não ao Rapidshare.

Magrão disse...

Dagda, para de rir e coloca o Rapsodia Rock, porque senão: Bate o pé, bate a mão.....rsrsrs
Obrigado e um abraço

Sandro`s disse...

Pronto coloca logo o Rapsodia rock ,a gora vou te dizer pega as músicas do Heavy Metal GRINGO da época ,tipo Sex,Drogas e Rock`n`roll,como MANOWAR e traduz.Daria para ser letra de Banda Brega ,é tosco pra cacete.

Sp metal I ,tem vocais tão ruins ou piores e as letras , nem se fala .O Heavy naquela época era um "gueto" de malucos e revoltados , essa é a realidade.Enquanto lá fora ficavam ricos e famosos com o metal.Aqui fazer um trabalho legal e ganhar dinheiro sempre foi uma péssima idéia.

Discordo quanto ao elefante, acho uma música que colocaria pra meus filhos ouvirem.E tem uma introdução tão doce que fica na cabeça.Acho que o mérito da música foi a melodia,pois a letra parece lisergica e suave ,indecifrável e ritmica.Gosto da música.

Agora esse preto e Prata é pra alscar que som arrasador!!

Anônimo disse...

Se fosse em inglês o disco seria massa. Português definitivamente é difícil para o Heavy Metal,Talvez também por culpa de nosso colonialismo .

Bem tocado o disco.

jeffersonfilgueiras disse...

Seu blog é muito bom, Dagda. Conheci muitas bandas fodas através do seu blog, como Lucifer Was e BBM. Gostaria de fazer um pedido, dá pra vcê reupar a postagem do Derek e The Dominos, Laila Jam, de maio de 2006. Gosto muito do Duane Alman e tenho curiosidade de ver como é ele e o Deus da guitarra tocando juntos.

Anônimo disse...

MEU CAMARADA, VC DESENCAVOU UM PEDAÇO INPORTANTÍSSIMO DA HITÓRIA DO METAL NACIONAL; "PARABÊNS"!!!

Dagda disse...

Sandro

Pior que é verdade. Tenho uma filhota de três anos e posso afirmar que, comparado às músicas infantis de hoje, "O Elefante" é Bach.

Quanto aos pedido do Rapsódia Rock, eu não tenho, mas vou correr atrás.

Dagda disse...

Ah, Sandro,

Cê cometeu uma injustiça com o Manowar. No Battle Hymns tem pelo menos duas excelente letras sobre pós-Vietnã, "Shell Shock" e "Death Tone".

Anônimo disse...

poxa, não estou conseguindo baixar.
O link parece que está com problema.

Sandros´s disse...

É mesmo Dagda, acho que cometi uma injustiça com os guerreiros do metal.Quanto à cena metal nacional, sinto uma pena que poucos grupos continuaram e tiveram o reconhecimento merecido.Fico feliz em escutar novamente essas bandas do passado.

Abraços;

Anônimo disse...

eu quero baixar e não tô conseguindo!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

eu também não estou conseguindo, por favor, coloque no badongo, gigasize, etc.

Anônimo disse...

tá com problema esse link!!!

†}{€llraiser™† disse...

Parabéns pelo post...eu, felizmente, tenho esse LP em mãos e não largo dele por nada...

Anônimo disse...

E aí,Dagda! Tudo bem?

Cara, voltei no tempo com esse post! Eu vi o Robertinho de Recife tocando no antigo Circo Voador esse trabalho. O Luciano era o vocalista e o RR fazia caras e bocas do Eddie Van Halen,sim!
Ah! Eu tenho o tal Rapsódia Rock...Um abração,Miguel.

Escorpiana Explosiva disse...

Passei aqui só para ver o que tinha de novidade e para dizer que é bom passar por aqui.

Um abraço.

Taliesyn disse...

Grande!
Seu blog é o q há! Fico feliz cada vez que eu descubro uma alma inteligente pelo planeta! Não pelo gosto musical somente...
Visite meu flog www.fotolog.com/taliesyn

Abraços
Taliesyn

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Falou tudo, Dagda! Mesmo não sendo apreciador do estilo, Robertinho sempre foi um excelente músico. E o riff de guitarra portuguesa em 'Conflito' do Fagner? Tenho um rip de vinil muito ruim do 'Jardim de Infância (seu primeirão solo) e é psicodelia pura. Conheces algum rip 'decente'? E, realmente, embora fosse músico nos 80, foi uma década terrível pro rock. A concepção e a sonoridade eram um terror. Tivemos algumas coisas boas? É claro, mas no geral...
Abrações,
Edson d'Aquino

Anônimo disse...

Gravetos e Belotas, tudo bem?

Vá até o endereço e faça o download do "Jardim de Infância", de 1972, pelo Megaupload,ok? Um abraço, Miguel.

http://musicararafacil.blogspot.com

Anônimo disse...

Valeu pelo link cara!!!

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Anônimo, valeu pelo link.
Vou baixar e conferir, meu caro.
Abrações,
Edson d'Aquino

Anônimo disse...

O Problema é que esse Megaupload obriga a baixar um programa que é um SPYWARE.Que pena!!!

Mas valeu pela iniciativa!!

Anônimo disse...

Amigos,

Há uma dica para driblar isso no próprio blog onde se encontra o trabalho do Robertinho de Recife,ok? Um abraço para o anônimo e o Edson d'Aquino. Miguel

Tim disse...

Dagda, sem comentários esse disco, muito bom mesmo.
Você não tem outro disco dele??
Parabens.

Dagda disse...

Tim, infelizmente só tenho esse. Tô aguardando algum espírito generoso fornecer o link do rapsódia rock.

Anônimo disse...

Ô Mané! Eu já disse anteriormente que tenho esse áudio! Mas, como é que faço para postar aqui??? Um abraço,Miguel

Dagda disse...

Ué, Miguel, levanta e me manda o link! O email é dagdarock@gmail.com.

Anônimo disse...

Em 1990, enquanto o governo confiscava a poupança dos brasileiros (menos a da Zélia), tive a honra de ser produzido pelo RRecife e o privilégio de tocar e compor com esse guitarrista extraordinário.
Grata surpresa ao encontrar um blog interessante e lembrar de um outro amigo (certamente o principal motivador por ter ingressado nessa aventura musical): Humberto Ibeas - passavamos tardes ouvindo Rush, Yes e uma das preferidas dele - Cheap Trick! Ele já tocava um baixo Gianinni (acho que escrevi errado) imitação do lendário Rickenbacker (todo mundo chamava de Rickenbaker).
Logo já estava tocando com a banda Papel de Mil e RRecife (com um baixo Yamaha)
Bons tempos. Agradeço ao Beto pela inspiração e a vc pelo admirável trabalho, resgatando boas memórias. Parabéns!!!
Paulo

Gerald disse...

Cara, tô meio atrasado no comentário. Olha, outro dia tive que vender minha coleção inteira de vinis (uns 700+-). Foi difícil, quase chiorei. Entre eles estava metal mania. Olha, a capa é duca. Puta ilustração. Qto ao som, não segue realmente o padrão da capa mas ouvir o RR tocar é um prazer. O cara é foda mesmo. O lance é que ele gravou em português e aí não dá mesmo. Mas é sempre bom voltar no tempo, ainda mais nos gloriosos anos 80. Bom tempo. Cara, muito bom as resenhas e o blog. Valeu.

Anônimo disse...

Excelente contribuição!
Só o comentário sobre a primeira arriscada do RR nos vocais que ficou meio estranha já que ele "cantava" desde os primeiros discos.
Nas redes p2p tem muitos discos dele para baixar mas esse é um clássico.
O anterior a esse (Robertinho de Recife? Ah! Robertinho do mundo!) traz uma interessante transição dele da MPB para o metal. Quem puder, ouça!

Anônimo disse...

Esse é o cara !!! Quando eu ouvi a faixa de abertura Fantasia , Preto e Prata , pensei : seria essa musica uma versão brazuca do classico Eruption da banda Van Halen ? Se eu disser que ele toca miuto melhor que o Eddie van Halen , estarei cometendo um exagero . Mas foi a musica Barbaridade (graças ao Deus Metal , não sofreu nenhum ataque da censura do governo militar por causa do titulo) que eu me emocionei , justamente porque o intrumental (com a presença de teclados e bateria eletronica , muito comum naquela epoca) lembra a musca Columbia , da banda Patrulha do Espaço (outro grande classico) , totalmente demais . Onde eu posso encontrar esse albul na versão em LP (vinil) ou em CD ? Se tiver na Galeria do Rock , em São Paulo ou a venda pela internet , quero logo pegar o meu . Agradeço quem puder me ajudar . VALEUUU !!!!!

Desi disse...

Não acredito que você me proporcionou esse disco que, por mais que eu tenha procurado, nunca consegui encontrar. Aliás, se alguém souber onde encontrar alguma coisa do Robertinho do Recife me avise. E, não estou disposto a baixar sem pagar, quero retribuir. Parabéns e obrigado.

Anônimo disse...

Def Leppard brega-metal? Ok... Só um toque... Quando você não curtir uma banda ou tem um conceito formado só seu, tente não inventar rótulos.

Anônimo disse...

Clássico do metal nacional!
Som pra macho! Quem não acha isso vai ouvir Menudo!

Anônimo disse...

Mano, muitíssimo obrigado por disponibilizar essas informações. Assisti ao show do Robertinho em Brasília na primeira metade da década de 1980, acho que o festival se chamava "Rock é rock mesmo", não tenho bem certeza (procurei na net e não achei). Lembro de ter ficado espantado com duas coisas: com o som do Robertinho - maravilhoso, guitarríssimo de muitíssima categoria e, 2) com as caretas que ele fazia rs...

Acabei de criar um torrent com esse clássico do Metal Nacional. Está no Isohunt. Compartilhe.

Vida longa Robertinho do Recife!

lml